Modelo computacional prevê recorrência de tumores

Estudo realizado na Ohio State University

04 agosto 2009
  |  Partilhar:

Cientistas americanos desenvolveram um modelo computacional que prevê a recorrência do cancro num indivíduo, com base nas alterações que ocorrem no tamanho do tumor após a radioterapia. O estudo foi apresentado na conferência anual do American Association of Physicists in Medicine, na Califórnia, EUA.

 

Jian Z . Wang e os seus colaboradores da Ohio State University, EUA, contaram com a participação de 80 mulheres que sofriam de cancro do colo do útero. Os tumores diagnosticados variavam desde tumores do tamanho de berlindes até a tumores do tamanho de uma toranja. Todas as participantes estavam a ser submetidas a um tratamento com radioterapia.

 

Para o estudo, os investigadores mediram o volume dos tumores, através de ressoanância magnética, após algumas semanas do início do tratamento.Foi também calculada a fracção das células cancerígenas que sobreviveu aos tratamentos diários de radioterapia e o tempo que o organismo de cada mulher demorou a remover as células destruídas pelo tratamento. Duas propriedades que, segundo os autores do estudo, variam de indivíduo para indivíduo e de tumor para tumor.

 

O estudo revelou que as mulheres que demoram mais de 22 dias a remover as células destruídas após a realização de cada tratamento tinham cerca de o dobro da probabilidade de os seus tumores reaparecerem anos mais tarde.

 

Os mesmo grupo de investigadores está a aplicar uma técnica semelhante para prever a recorrência do cancro do pulmão, bem como o da próstata.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.