Mochilas escolares com peso a mais

Estudo da DECO alerta Ministério, editoras e escolas

22 setembro 2003
  |  Partilhar:

Mais de metade das crianças, que frequentam o 5º e o 6º anos de escolaridade, transportam peso excessivo nas suas mochilas. A conclusão resulta de um estudo realizado pela equipa da Deco/Pro Teste, que teve como amostra 360 crianças, em 14 escolas públicas e privadas do país.
 

 

Segundo o artigo, que será publicado na edição de Outubro da revista «Teste Saúde», 53 por cento das crianças estudadas levavam, nas suas mochilas, uma carga superior ao recomendável, ou seja, mais de 10 por cento do seu próprio peso, sendo que são as mais novas as mais afectadas: 61 por cento dos estudantes com 10 anos transportavam cargas excessivas, o mesmo acontecendo a 44 por cento, com 12 anos.
 

 

O peso aceitável, segundo o mesmo artigo, é que as crianças não carreguem pesos superiores a 3,5-4 quilogramas. Os problemas mais frequentes como consequência do peso excessivo nas mochilas escolares relacionam-se com afecções ao nível dos ossos e dos músculos, concretamente ao nível da coluna vertebral, dos pés e das ancas.
 

 

Para Conceição Pimenta, professora do 6º ano, o peso que as crianças transportam é «excessivo, mas as escolas já disponibilizam cacifos para os alunos e as novas aulas de 90 minutos fazem com que as crianças tenham de trazer menos livros».
 

 

Fonte: Jornal de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.