Mirtilo reforça a memória nos idosos

Estudo publicado na revista “Journal of Agricultural and Food Chemistry”

26 janeiro 2010
  |  Partilhar:

Várias investigações têm demonstrado os múltiplos benefícios para a saúde humana do consumo de mirtilo. Num estudo recente, publicado na revista “Journal of Agricultural and Food Chemistry”, os cientistas comprovaram a sua eficácia na melhoria da memória.

 

O mirtilo é uma baga de cor azul escura que cresce nalguns bosques do norte da Europa, América do Norte e Canadá. Já há muito que se conhecem os benefícios deste fruto silvestre, que é riquíssimo em antioxidantes.

 

Este estudo, liderado por Robert Krikorian, avaliou um grupo de voluntários, com uma média etária de 70 anos. O grupo foi dividido em dois: um consumiu, durante dois meses, duas chávenas de sumo de mirtilo, comercializado nas lojas, e o outro grupo ingeriu uma bebida-placebo.

 

As pessoas que fizeram parte do primeiro grupo mostraram melhorias significativas nos testes de aprendizagem e de memória, afirmam os investigadores. Segundo o relatório que acompanha o estudo, "os resultados preliminares sobre o impacto do mirtilo na memória são encorajadores e sugerem que um suplemento alimentar do fruto pode ajudar a prevenir ou a atenuar a neurodegeneração".

 

Estudos anteriores realizados com cobaias já tinham constatado o benefício do consumo do fruto na memória de animais mais velhos. Contudo, até agora, existia pouco trabalho científico que atestasse o efeito da suplementação de mirtilo na memória das pessoas.

 

A pesquisa envolveu cientistas da University of Cincinnati e dos ministérios da Agricultura norte-americano e canadiano.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.