Ministro do Ambiente critica opositores ao aterro sanitário do Oeste
30 agosto 2001
  |  Partilhar:

O ministro do Ambiente defendeu hoje a construção do contestado aterro sanitário do Oeste criticando os seus opositores por abdicarem "do interesse de 360 mil pessoas (dos 14 concelhos envolvidos) a favor de interesses particulares".
 

 

José Sócrates, que explicou a política do Governo para a resolução dos problemas de abastecimento de água, tratamento de águas residuais e recolha e tratamento dos resíduos sólidos urbanos, disse que a estratégia se baseia no planeamento a nível regional e não local.
 

 

Neste sentido, frisou, "imaginem se fossemos construir 14 pequenos aterros se já temos problemas que chegue com um... e imaginem quanto se ia gastar em investimento com 14 aterros e nos custos de exploração comparados com um único aterro".
 

 

A localização da infra-estrutura tem sido contestada sobretudo pela população de Vilar, a mais próxima do aterro, que alega que o local escolhido é de grande importância em termos de reserva de água, temendo por isso que se verifiquem infiltrações.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.