Ministro da Saúde quer mais mães a amamentar até aos seis meses

Correia de Campos pede mais empenho das instituições

27 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

O ministro da Saúde, Correia de Campos, defendeu esta semana um empenho das instituições de saúde para que, até 2010, metade das mães portuguesas amamente os filhos até aos seis meses, como determina o Plano Nacional da Saúde. O ministro falava à Lusa na Escola Nacional de Saúde Pública, onde decorre um Curso de Aconselhamento em Aleitamento Materno.
 

 

Correia de Campos considera que a promoção do aleitamento materno deve partir das instituições de saúde e classificou como um bom exemplo a iniciativa Hospitais Amigos dos Bebés.
 

 

Para obter este título, as instituições não podem dar ao recém-nascido nenhum outro alimento além do leite materno, a não ser por indicação médica. "Porque não centros de saúde amigos do bebé?", lançou o ministro.
 

Em Portugal, cerca de 90 por cento das mães iniciam o aleitamento materno, mas cerca de metade desiste de dar de mamar durante o primeiro mês de vida do bebé. Actualmente, apenas um quarto das mães portuguesas segue as recomendações internacionais sobre o aleitamento, amamentando os filhos até ao sexto mês.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.