Ministro da Saúde não cede nas horas extraordinárias
24 outubro 2001
  |  Partilhar:

O ministro da Saúde não cede nas horas extraordinárias, noticia o Público, referindo, no entanto, que Correia de Campos recua na redução do tempo de formação e assume que passará a co-financiar as idas dos clínicos a congressos, enquanto numa extensa entrevista à nova revista Hipócrates,
 

 

o ministro admite que, três meses depois de ter assumido a
 

pasta, está pronto para travar todas as batalhas que tragam melhor saúde aos portugueses, promete uma gestão exigente e rigorosa, ao mesmo tempo que insiste na necessidade de descentralizar e delegar responsabilidades.
 

 

Publico
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.