Ministra da Saúde italiana quer alimentação saudável nos hospitais

Medida pretende diminuir despesa com a saúde

16 janeiro 2007
  |  Partilhar:

 

"Introduzir nos hospitais públicos uma alimentação digna de restaurantes Michelin”, assim descreveu a ministra da Saúde italiana, Livia Turco, o novo programa do seu ministério que prevê melhorar radicalmente a comida servida no meio hospitalar e para o qual conta com a colaboração de alguns dos melhores chefes de cozinha.
 

 

Com esta medida, a ministra pretende diminuir a despesa com a saúde, concentrando-se na melhoria da qualidade de vida e alimentação nos hospitais. De acordo com a ministra, os fritos ficarão fora dos menus hospitalares. Também será servida pouca carne, poucos farináceos e gorduras, e, ao invés, os doentes consumirão muito peixe e legumes, tudo cozinhado a vapor, e muitas saladas.
 

 

“Isto ajudará a que os doentes internados recuperem muito mais rapidamente e tenham alta mais cedo. A diminuição da estada no hospital terá um impacto enorme nas despesas", declarou Livia Turco.
 

 

Estudos indicam que melhorar a qualidade das refeições terá consequências importantes sob o ponto de vista económico e clínico, podendo diminuir 40% da permanência no hospital e 50% das complicações pós-operatórias.
 

 

Fonte: Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.