Ministério da Saúde efectua contratos-programa com os Hospitais

Controlar a despesa é o objectivo

27 janeiro 2006
  |  Partilhar:

 

Os hospitais públicos comprometeram-se este ano a reduzir o número de internamentos, a aumentar as cirurgias em ambulatório e a subir ligeiramente as consultas externas e os atendimentos no hospital de dia. Os contratos-programa já acordados com 80 hospitais, mas assinados por apenas 38, prevêem que o Ministério da Saúde gaste mais 3,6 por cento nos pagamentos totais às unidades, em comparação com o ano anterior. O total atribuído será de 3644 milhões de euros.
 

 

Os contratos-programa prevêem o financiamento de cada unidade de acordo com a sua actividade. Cada hospital compromete-se a realizar durante o ano um determinado número de cirurgias, consultas externas, tratamentos no hospital de dia ou de radioterapia pelos quais será reembolsado pela tutela.
 

 

O objectivo é controlar a despesa, mas sobretudo disciplinar as administrações hospitalares, colocando-lhes objectivos concretos, através dos quais seja possível avaliar a sua eficiência e qualidade, explicou o secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos. Isto apesar de reconhecer que "o actual modelo está longe de ser perfeito mas tem vindo a ser aperfeiçoado".
 

 

Fonte: Público
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.