Ministério da Saúde continua a abrir concursos a baixo preço

Denúncia do bastonário da Ordem dos Médicos

16 julho 2012
  |  Partilhar:

O Ministério da Saúde continua a abrir concursos de aquisição de serviços médicos em que “o único critério” é o baixo preço, denunciou o bastonário da Ordem dos Médicos (OM).

 

José Manuel Silva revelou à agência Lusa que foi publicado na semana passada em Diário da República “mais um concurso para médicos da ARS do Algarve em que o único critério foi o baixo preço”.

 

De acordo com o bastonário da OM, esta situação demonstra que “o Ministério da Saúde não esteve de boa-fé em todo este processo”, apesar de os médicos terem vindo a insistir que “é necessário arrepiar caminho e criar alternativas para a política de saúde deste Governo”.

 

“Apesar de fazer promessas de que tinha alterado os procedimentos, não suspendeu os concursos que estariam em trânsito, não sabemos quantos são, nem quais são, nem onde estão, e ontem fomos surpreendidos com esta publicação em Diário da República de mais um concurso para a ARS do Algarve que tinha o mais baixo preço como o único critério”, disse.

 

Para José Manuel Silva a política do Ministério da Saúde “absolutamente insustentável” e reiterou o desafio que já fez ao ministro da Saúde, Paulo Macedo, para “um debate público sobre a política do medicamento e a política de saúde, porque quem não deve não teme debate”.

 

“Nós decidimos marcar os dois dias de greve, com esta adesão maciça, que contou com a compreensão dos doentes, porque estamos a lutar pelo Serviço Nacional de Saúde e pelos doentes”, sendo “absolutamente incompreensível esta filosofia de má gestão do Ministério da Saúde”.

 

Assim, defendeu a necessidade de “introduzir mudanças rapidamente, alertando que “os profissionais de saúde e os doentes não vão permitir que o Serviço Nacional de Saúde seja destruído”.

 

“É bom que o Governo compreenda isso rapidamente porque senão pode ter outras surpresas, tal como teve com a imensa dimensão desta greve, que contou com a compreensão e a comunhão de preocupação dos doentes”, acrescentou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.