Militares norte-americanos desenvolveram arma não letal

Micro-ondas podem evitar mortes desnecessárias

06 março 2001
  |  Partilhar:

No passado dia 1 de Março, o Pentágono apresentou uma nova arma não letal que atinge o adversário com feixes de energia electromagnética, infligindo dor sem causar maior dano.
 

 

Esta arma poderá ser usada em missões de paz, ou no controlo de motins, quando uma arma letal não é necessária. A nova arma denominada de “active denial technology” foi elaborada pelos laboratórios de pesquisa da força aérea norte-americana para os U.S. Marines.
 

 

O objectivo desta arma é imobilizar pessoas através do disparo de um feixe de micro-ondas, que aquece muito rapidamente a superfície da pele da vítima. Este feixe só penetra nos tecidos superficiais da pele, aquecendo-a até cerca dos 54ºC (o ser humano sente dor a partir dos 45ºC).
 

 

Num espaço de segundos a pessoa alvejada sente uma dor semelhante ao contacto com um ferro quente. O disparo pode ser efectuado até uma distância de cerca de 750 metros do alvo.
 

 

O Pentágono tem vido conjugar esforços no sentido de desenvolver armas não letais após a intervenção humanitária dos EUA na Somália, em 1992-93, em que foram colocados soldados na linha de fogo em áreas urbanas, na presença de civis.
 

 

Um protótipo desta arma será testado na base aérea de Kirtland (New Mexico, EUA) durante os próximos meses em animais e em seres humanos.
 

 

Fontes: Marine Times
 

E Associated Press
 

 

Adaptado por:
 

David Ferreira
 

MNI – Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.