Milhares de pessoas tratam dos dentes nas faculdades de Medicina Dentária

Reportagem publicada pela agência Lusa

26 maio 2010
  |  Partilhar:

A crise económica tem levado muitas pessoas a procurarem tratamentos dentários seguros e a preços reduzidos. Só no ano passado, as faculdades de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP) e da Universidade de Lisboa (FMDUL) realizaram mais de 65 mil consultas.

 

Uma reportagem publicada pela agência Lusa refere que, nas clínicas das faculdades, os futuros dentistas tratam pessoas de todos os estratos sociais e, às vezes, famílias inteiras. Os pacientes sentem-se seguros, dado que qualquer intervenção feita pelos alunos do 4º e 5º ano só começa depois de uma avaliação da história clínica e cada novo passo só é dado após o aval do professor.

 

Facto muito importante para os utentes é o preço reduzido das consultas, que oscilam entre os 15 e os 25 euros. Mas, mesmo assim, a crise económica que leva mais gente a estes serviços faz com que muitos comecem a evitar também aqui os tratamentos mais dispendiosos, tais como colocação de próteses fixas ou implantes.

 

Segundo o presidente da associação de estudantes da FMDUL, Diogo Monteiro, "em algumas unidades curriculares há falta de pacientes, por causa da crise. As próteses fixas, por exemplo, são tratamentos mais caros e as pessoas não têm tanto desafogo económico para virem cá".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.