Mil crianças morreram nos últimos 12 anos em acidentes rodoviários

Dados da Associação para a Promoção da Segurança Infantil

17 outubro 2010
  |  Partilhar:

Apesar de se registar uma diminuição do número de óbitos superior a 70%, pelo menos mil crianças morreram em acidentes rodoviários em Portugal nos últimos 12 anos e por cada uma delas 130 ficaram feridas, segundo dados da Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI), citados pela agência Lusa.

 

De acordo com a avaliação feita desde 1998, o número de crianças que morreram na sequência de um acidente rodoviário tem vindo a diminuir de forma significativa: 420 crianças até aos 17 anos mortas no triénio 1998/2000 e 115 no período 2007/2009, ou seja, houve uma diminuição de 73%.

 

Segundo a APSI, no triénio 2007/2009 morreram por ano, em média, 38 crianças até aos 17 anos, 359 sofreram ferimentos e 4.630 tiveram ferimentos ligeiros. A APSI sublinha que quase metade das mortes ocorreu no grupo das crianças com mais de 14 anos (45%).

 

A APSI revelou os números no âmbito do Dia Europeu da Segurança Rodoviária, que se assinalou quinta-feira, sublinhando que “este tipo de acidentes continua a ser a maior causa de morte na infância e adolescência”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.