Microondas matam tumores da mama

Cientistas inspiram-se no programa «Guerra nas Estrelas»

27 março 2003
  |  Partilhar:

Investigadores da Universidade da Califórnia, Estados Unidos, mostram ser possível acabar com um tumor na mama através de microondas, diminuindo as hipóteses de uma mulher passar por uma mastectomia.
 

 

A tecnologia visa aquecer e destruir as células cancerosas. Mas salvaguardando as células saudáveis, dado que estas contêm menos água e, por isso, são menos susceptíveis ao calor.
 

 

Na primeira fase dos testes, 24 de 25 pacientes tratadas com a terapia experimental não apresentaram mais células cancerosas na área afectada, de acordo com o oncologista Hernan Vargas, que liderou a investigação.
 

 

Quando a cirurgia padrão para remover o tumor é realizada, apenas 20 a 25 por cento das pacientes obtêm o mesmo resultado _e muitas ainda precisam de retirar a mama por completo. Os dados foram apresentados recentemente no encontro da Sociedade de Cirurgia Oncológica em Los Angeles.
 

 

«A teoria é: por que cortar um cancro se se pode destrui-lo com o calor?», apontou o cirurgião Scott Karlan, do Centro Médio Cedars Sinai. E explicou: «O problema é que, em uma entre cinco pacientes, o cancro não é detectável sem a análise de uma amostra do tecido.»
 

 

O sistema foi desenvolvido pela Celsion. A empresa baseou-se em tecnologia licenciada pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) derivada do programa «Guerra nas Estrelas», de detecção e destruição de mísseis.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.