Método contraceptivo de acção prolongada reduz densidade óssea

Estudo publicado no “Obstetrics and Gynecology”

24 dezembro 2009
  |  Partilhar:

Aproximadamente metade das mulheres que utilizam a injecção de medroxiprogesterona, um método contraceptivo de acção prolongada, têm uma diminuição na densidade mineral óssea (DMO) na anca ou região lombar dois anos após o início da toma, revela um estudo publicado no “Obstetrics and Gynecology”.

 

Este é um método contraceptivo com um preço competitivo em relação aos restantes, apresenta uma taxa de sucesso elevada e é administrado às mulheres a cada três meses, características estas que têm contribuído para a sua popularidade.

 

Investigadores da University of Texas Medical Branch, nos EUA, acompanharam 95 mulheres que utilizavam este método contraceptivo e verificaram que, ao fim de dois anos, 45 mulheres apresentaram uma diminuição de cerca de 5% na DMO na região lombar e na anca. Um total de 50 mulheres tinham uma diminuição na DMO menor que 5%, nos dois locais, no mesmo período de tempo.

 

De um modo geral, a diminuição da DMO foi significativamente maior nas mulheres fumadoras, que nunca tinham dado à luz ou que tinham uma ingestão diária de cálcio de cerca de 600 mg – um valor muito abaixo das quantidades recomendadas.

 

O estudo revelou ainda que a idade, etnia, o uso prévio de contraceptivos e o índice de massa corporal não foram associados à diminuição de DMO.

 

Após terem acompanhado durante mais um ano 27 das mulheres, os investigadores verificaram que a perda da massa óssea persistiu nas mulheres que tinham apresentado uma diminuição significativa de DMO nos primeiros dois anos do estudo.

 

Os investigadores revelaram que, apesar de este estudo poder ajudar os médicos a aconselhar as mulheres com factores de risco modificáveis que querem utilizar a medroxiprogesterona, a prevenção da diminuição da densidade mineral óssea provocada pelo contraceptivo e a reversibilidade desse processo não são bem conhecidas e necessitam de investigação adicional.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.