Metade dos toxicodependentes nunca fizeram teste ao HIV

Dados de um inquérito do IDT

07 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

Um inquérito do Instituto da Droga e Toxicodependência mostra que metade dos consumidores nunca fizeram teste ao HIV. A análise teve por base dados de 2004 e toma como amostra 1216 consumidores problemáticos.
 

 

Os dados analisados pelas equipas de rua do IDT demonstram que são 37% os que nunca fizeram tratamento para deixar a dependência. Tal não implica que não o tenham tentado, na maioria das vezes por sua conta, sendo que 88,9% dizem já o ter feito. Estas tentativas são, na maioria, feitas em casa (62,4%), nalguns casos com ajuda de medicação prescrita, por exemplo, pelo médico de família.
 

 

O estudo constata que 33% já partilharam algum tipo de material de consumo, na maioria pedido emprestado ou, em menos situações, encontrado na rua. Entre os que partilham, o recipiente ou colher é o material mais partilhado, logo seguido da seringa.
 

 

Outra prática de risco é a relação sexual desprotegida - de entre os 63% que têm parceiro, cerca de metade pratica sexo sem protecção. Apesar da exposição a riscos, constata-se que quase metade nunca foi rastreada para o HIV (48,8%) e para a Hepatite B (55,3%) e C (46,4%). Apenas 35,7% dos utentes foram rastreados para a Tuberculose. De entre os utentes rastreados, a doença mais frequente é a Hepatite C, com 65,3% dos utentes a ter diagnóstico positivo, seguido do HIV, com 38,1%.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.