Metade dos portugueses cuida Gripe com tratamentos caseiros

Estudo do Instituto Ricardo Jorge

21 dezembro 2007
  |  Partilhar:

Mais de metade dos portugueses recorreu no ano passado a tratamentos caseiros para combater a Gripe e 38% fizeram-no como primeira opção, revela um estudo do Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge.
 

 

Quando contraem Gripe, 51,9% dos portugueses recorreram em algum momento a tratamentos caseiros (por vezes em conjugação com outras medidas) e 50,6% procuram uma consulta médica.
 

 

Além disso, os tratamentos caseiros foram adoptados como primeira opção por 38% dos inquiridos. Depois surge a procura da consulta médica (24,4%) e a auto medicação (20,1%).
 

 

Numa comparação entre o primeiro estudo feito nesta área, em 1999/2000, e o actual constatou-se um aumento da utilização de tratamentos caseiros (de 46 para 51,9%) e do recurso a profissionais, especialmente a aconselhamento com o farmacêutico (14,9 para 27,5%).
 

 

As opções de auto-medicação e aconselhamento com terceiros apresentaram uma ligeira diminuição na comparação dos dois estudos e sobre os que não fizeram nada, a percentagem diminuiu de 18,6% para 1,6% 2006/07. "Parece, assim, ter aumentado a percentagem dos que adoptam as várias práticas", refere o estudo.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.