Menstruação irregular associada a um maior risco de doença cardíaca

Estudo publicado na “Fertility and Sterility”

26 maio 2010
  |  Partilhar:

As mulheres com historial de ciclos menstruais irregulares podem ter um maior risco de desenvolver doença cardíaca, segundo um estudo holandês publicado na revista “Fertility and Sterility”.

 

O estudo, liderado por Gerrie-Cor M. Gast, da Universidade de Utrecht, na Holanda, acompanhou mais de 23 mil holandesas durante dez anos, tendo verificado que aquelas que apresentaram menstruação irregular no passado eram 28% mais propensas a desenvolver cardiopatias do que aquelas que relatavam ciclos menstruais mensais regulares. Contudo, não se registou um aumento do risco entre mulheres que relataram terem habitualmente ciclos menstruais longos (30 ou mais dias entre os períodos) ou ciclos de curta duração (26 ou menos dias entre os períodos).

 

Apesar de apresentarem um risco relativamente mais elevado, a grande maioria das mulheres com períodos irregulares não desenvolveu problemas cardíacos durante os dez anos do estudo. Das 4 mil participantes com menstruação irregular, apenas 150 foram diagnosticadas com doença coronária no período em que foram acompanhadas. E, entre as 17 mil que tinham habitualmente ciclos menstruais normais (entre 27 e 29 dias) ou ciclos de curta duração, apenas 530 desenvolveram a doença. No início do estudo, as mulheres tinham uma média etária de 50 anos.

 

Segundo especialistas, as mulheres que apresentam uma condição denominada de “síndrome dos ovários poliquísticos” (SOP) - associada a menstruação irregular ou a falta de menstruação - têm um alto risco de doença cardíaca e de diabetes tipo 2. Mas o novo estudo mostra que, mesmo sem esta doença, aquelas que apresentam irregularidades na menstruação têm um maior risco cardíaco.

 

As razões dessa relação ainda não estão claras, necessitando, por isso, de ser alvo de novos estudos. O estudo adiantou, entretanto, que os níveis hormonais - assim como peso, pressão arterial e colesterol elevados - não ajudariam a explicar a relação entre menstruação irregular e risco cardíaco.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.