Menos enfermeiros pediram para sair do país em 2014

Dados da Ordem dos Enfermeiros

06 janeiro 2015
  |  Partilhar:
Em média, cerca de 6 enfermeiros por dia pediram para emigrar em 2014, um número inferior ao verificado no ano anterior, segundo informação da Ordem dos Enfermeiros (OE) veiculada pela agência Lusa.
 
Segundo dados do balanço anual divulgado pela OE, e ao qual a agência Lusa teve acesso, 2.082 enfermeiros pediram a “Declaração das Diretivas Comunitárias” para trabalhar no estrangeiro, no ano de 2014. Este número representa menos 17,3% de pedidos, em comparação com 2013 (em que se registaram 2.516 pedidos), e revela uma quebra na tendência de crescimento que se vinha a constatar desde 2010.
 
De acordo com a OE, a região sul foi aquela onde se registaram mais pedidos (1.009), seguida do centro (617), norte (345), Madeira (82) e, finalmente, Açores (29).
 
A OE destaca que “a Europa é o destino escolhido pela esmagadora maioria dos enfermeiros que decidiram emigrar”. Os países de destino preferidos são, por ordem, Inglaterra, França, Bélgica, Alemanha, Suíça e Irlanda.
 
Segundo esta organização, aqueles que emigram “são profissionais em início de carreira, já com alguma experiência. Mas também tem optado pelo estrangeiro um número substancial de enfermeiros na faixa etária dos 30/40 anos, muitos dos quais altamente especializados”.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.