Menor índice cardíaco relacionado com envelhecimento cerebral

Estudo publicado no "Journal of the American Heart Association"

04 agosto 2010
  |  Partilhar:

A diminuição do índice cardíaco em pessoas saudáveis foi associada a uma redução do volume cerebral, de acordo com um estudo publicado no "Journal of the American Heart Association".

 

O índice cardíaco tem em conta a quantidade de sangue que o coração bombeia em relação à massa corporal.

 

Segundo um estudo da Boston University, EUA, as pessoas cujo coração bombeia menos sangue têm cérebros que aparentam ser mais velhos do que os indivíduos cujo coração bombeia mais. Os investigadores observaram esta relação mesmo entre pessoas que não sofriam de doenças cardiovasculares, como insuficiência cardíaca ou doença arterial coronária. A diminuição do volume do cérebro é considerada um sinal de envelhecimento do cérebro.

 

Neste estudo observacional não se estabeleceu uma relação de causa/efeito. Os investigadores, liderados por Angela L. Jefferson, analisaram dados reunidos através de exames imagiológicos ao cérebro e ao coração de 1.504 pessoas, com idades entre os 34 e os 84 anos (54% mulheres), que não tinham sofrido acidente vascular cerebral (AVC), ataques isquémicos transitórios ou demência. Após a realização dos exames médicos, os participantes foram divididos em três grupos, tendo por base a análise do índice cardíaco.

 

Os participantes que tinham o índice cardíaco mais baixo, ou seja, menor quantidade de sangue bombeado em relação à massa corporal, demonstraram um cérebro, pelo menos, dois anos mais velho do que a idade real, em comparação com as pessoas com maiores índices cardíacos. As pessoas do grupo que apresentaram um índice cardíaco intermédio, que tinham níveis baixos, mas normais, de bombeamento de sangue, também demonstraram ter dois anos a mais de idade cerebral, em comparação com as pessoas com um maior e mais saudável índice cardíaco.

 

Apesar destes dados, os participantes que apresentaram os volumes cerebrais mais pequenos não mostraram sinais evidentes de pior função cerebral. Contudo, a causa exacta da relação entre índice cardíaco e volume do cérebro não ficou estabelecida, existindo, segundo os cientistas, a necessidade da realização de mais estudos sobre o assunto.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.