Meningite obriga a fechar escola em Vila Verde
15 maio 2002
  |  Partilhar:

A Direcção Regional de Educação do Norte autorizou ontem o fecho da Escola EB 2/3 de Moure, em Vila Verde, devido ao aparecimento de um caso grave de meningite. O presidente do Conselho Directivo, José Amaro Arantes, afirmou que o encerramento foi pedido pelo presidente da Câmara Municipal, José Manuel Fernandes, na sequência dos protestos de vários pais dos 650 alunos daquele estabelecimento, que temem uma epidemia.
 

 

O fecho do estabelecimento de ensino surge na sequência do aparecimento, terça-feira, de um caso de meningite que afectou uma rapariga de 12 anos, infectada com uma bactéria do tipo "Sepsis Meningocóccica, a mais perigosa de todas.
 

 

A jovem, Cristina Castro, foi internada no Hospital de São João do Porto em coma, encontrando-se em estado estacionário.
 

 

O caso levou os pais dos restantes colegas a reclamarem, terça-feira, o encerramento da escola, sob pena dos filhos não comparecerem às aulas, o que foi rejeitado pela direcção do estabelecimento com base na posição do delegado de Saúde, Manuel Plácido Pereira. O médico - que ontem concordou finalmente com o fecho "por razões de ordem psicológica" - considerou, na ocasião, que o encerramento não se justificava porque quer os familiares (incluindo uma irmã gémea da Cristina) quer os colegas de turma tinham sido medicados.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.