Meningite C: vacinas violam a lei
07 março 2002
  |  Partilhar:

Centenas de vacinas para a meningite C foram colocadas nas farmácias quando faltavam menos de dois meses para terminar
 

o seu prazo de validade, o que viola a legislação. A situação foi confirmada ao Correio da Manhã por vários farmacêuticos e pelo próprio presidente da associação do sector, que garantiram, no entanto, que nenhuma vacina foi vendida ou consumida fora do prazo de validade.
 

Em causa está um lote da vacina Meningitec, para a meningite C, que tem o prazo de validade até Março de 2002.
 

 

Apesar de a portaria 348/98, de 15 de Junho, relativa às boas práticas de distribuição de medicamentos obrigar "os distribuidores grossistas a devolverem os medicamentos existentes em armazém que se encontrem a apenas dois meses do seu termo", muitas vacinas entraram nas farmácias no mês de Fevereiro.
 

 

Ou seja, depois de 31 de Janeiro, quando faltavam menos de dois meses para terminar o prazo de validade. A ilegalidade da situação levou, por isso, algumas farmácias - como explicaram ao CM os seus responsávieis - a recusar receber dos grossistas as vacinas com validade até Março de 2002.
 

 

Veja mais no: Correio da Manhã
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.