Medo do escuro pode ter causas hereditárias

Cegueira nocturna congénita pode ser a doença responsável

29 janeiro 2003
  |  Partilhar:

Algumas crianças podem não estar a negociar a fazer «ronha» quando dizem aos pais ter medo do escuro. Segundo um estudo recentemente publicado no British Medical Journal e citado pela agência Reuters, ficou provado tratar-se de sintomas de cegueira nocturna transmitida hereditariamente.
 

 

Alguns investigadores do Reino Unido concluíram que os casos de duas crianças que se queixavam constantemente de sentirem medo da escuridão encontravam justificação em causas hereditárias de deficiente visão nocturna.
 

 

No entanto, Gordon Dutton, o líder do estudo e consultor oftalmológico no Gartnavel General Hospital de Glasgow, Escócia, explica que este tipo de cegueira, denominada cegueira nocturna congénita estacionária, é rara.
 

 

Segundo o mesmo especialista, a esmagadora maioria das crianças que se queixa quando chega a hora de ir para a cama não padece desta doença. «É importante reconhecer que se trata de uma coisa rara. Portanto, quando uma criança (com cegueira nocturna) tem medo do escuro, ela sente isso por razões justificadas - não vê nada na escuridão», defende Dutton.
 

 

As pessoas que sofrem de cegueira nocturna não são capazes de ajustar a sua vista à falta ou à inexistência total de luz. Quando se apagam as luzes, as pessoas sem qualquer deficiência ocular adaptam-se às condições de luminosidade ou à falta dela, ainda que percam momentanea e parcialmente a visão - algo que, nestes casos de cegueira nocturna, não acontece de todo.
 

 

Fonte:Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.