Meditação e estilo de vida aumentam enzima associada à saúde cardiovascular

Estudo publicado na revista “PLOS ONE”

07 dezembro 2015
  |  Partilhar:
A técnica de meditação transcendental e as alterações no estilo de vida parecem estimular genes que codificam a telomerase, uma enzima associada à redução da pressão arterial, doença cardiovascular e mortalidade, atesta um estudo publicado na revista “PLOS ONE”.
 
Os investigadores da Universidade de Maharishi, nos EUA, constataram que estas abordagens ativavam dois genes que codificam a telomerase, que adiciona moléculas às extremidades dos cromossomos, ou telómeros, impedindo a sua deterioração.
 
Na opinião de um dos coautores do estudo, Robert Schneider, o facto da expressão dos genes da telomerase aumentar numa população de risco elevado, sugere que talvez exista um mecanismo através do qual a redução do stress melhore a saúde cardiovascular.
 
Estudos anteriores já tinham constatado que a técnica de meditação transcendental diminuía as taxas de pressão arterial elevada, enfarte agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, morte, bem como abrandava o envelhecimento celular.
 
Neste estudo os investigadores decidiram analisar o que ocorria ao nível do DNA, tendo verificado que a técnica de meditação transcendental aumentava a expressão dos genes da telomerase, o que sugere que pode ser benéfica para a saúde cardiovascular e envelhecimento. 
 
Para este estudo piloto, os investigadores contaram com a participação de 48 indivíduos com pressão arterial elevada. Metade dos participantes aprenderam a técnica de meditação transcendental e frequentaram um curso de educação para a saúde. A outra metade focou-se na alteração do estilo de vida, nomeadamente na diminuição de peso, redução do consumo de sal, prática de exercício físico regular e consumo moderado de álcool.
 
Após 12 semanas, os dois grupos apresentaram aumentos significativos na expressão dos genes da telomerase e na redução da pressão arterial. Verificou-se também que o outro grupo conseguiu fazer alterações significativas no estilo de vida.
 
“Estes resultados são muito encorajadores para a prevenção, uma vez que mostram que tanto a técnica de meditação transcendental como as modificações no estilo de vida podem contribuir para a saúde cardiovascular”, conclui Robert Schneider.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.