Médicos recomendam medidas discriminatórias para enterro de doentes com sida

DGS classifica medidas «sem fundamento científico»

20 agosto 2002
  |  Partilhar:

Vários médicos têm recomendado medidas para o enterramento de cadáveres portadores de sida e VIH capazes de expor os familiares dos falecidos a actos de "discriminação", o que a Direcção-Geral de Saúde (DGS) considera "sem fundamento científico".
 

 

Segundo uma circular informativa emitida pela DGS, a que a Lusa teve acesso, este organismo do Ministério da Saúde constatou, pela análise do certificado de óbito de cadáveres portadores de sida e VIH, indicações como "doença extremamente contagiosa" ou "grande risco de infecciosidade para a comunidade".
 

 

Os médicos terão ido mais longe ao aconselhar medidas como "enterramento antes do prazo legal" e "o caixão deve manter-se encerrado", recomendações que, para a DGS e a comunidade científica, não têm qualquer fundamento.
 

 

A DGS considera mesmo que a imposição destas medidas "pode induzir na população falsos conceitos no que diz respeito à transmissão da doença".
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.