Médicos norte-americanos on-line

Mais de 75 por cento dos profissionais estão ligados à Internet

30 julho 2002
  |  Partilhar:

Mais de três quartos dos médicos norte-americanos utiliza a Internet e quase metade deles afirma que a rede mundial de computadores teve um grande impacto sobre sua forma de trabalhar, de acordo com uma pesquisa da American Medical Association (AMA).
 

 

Cerca de um terço dos médicos norte-americanos, também, tem os seus próprios sites na Internet, a maioria para promover o trabalho e dar informações a pacientes.
 

 

Dos 997 profissionais entrevistados para a pesquisa, 78 por cento disseram que usavam a Internet para trabalhar. Desses, dois terços afirmaram que acedem à rede diariamente, ainda de acordo com a pesquisa da AMA, que representa mais de 30 por cento dos médicos norte-americanos.
 

 

Em 2001, 65 por cento dos médicos com idades acima dos 65 anos usaram a Internet, em comparação com os 43 por cento registrados no ano anterior, segundo os dados da associação.
 

 

Um outro estudo publicado recentemente refere que mais da metade dos americanos usa a Internet, e mais de dois milhões de novos utilizadores ligam-se à rede a cada mês. Nove de cada dez crianças americanas em idade escolar têm acesso a computadores, quer seja em casa ou na escola.
 

 

Em Portugal, no entanto, ainda estamos longe dos números apresentados nos EUA. Um estudo recente refere que cerca de 24,5 por cento dos lares portugueses tem acesso à Internet a partir do lar. Ou seja, em 75 por cento dos lares consultados ainda não há qualquer forma de aceder à Web, aponta a sondagem da Marktest.
 

 

Mesmo assim estes números revelam uma subida considerável, de 4 pontos percentuais, tendo em Junho de 2001, apenas 20,4 por cento dos lares portugueses tinham acesso à rede.
 

 

A presença de computador pessoal em casa registou uma subida inferior. O último estudo indica que cerca de 42 por cento dos portugueses tem computador no lar. Uma subida de apenas um por cento em relação ao mesmo período de 2001.
 

 

Os dados foram divulgados pela Marketest que desde 1997 realiza um estudo contínuo dos utilizadores portugueses de Internet.
 

 

Os últimos resultados do estudo Bareme Internet foram feitos entre Março e Maio de 2002 com base num universo de três milhões de lares de Portugal continental.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.