Médicos norte-americanos mais céleres a tratar Hipertensão

Estudo publicado na revista “Archives of Internal Medicine”

25 janeiro 2007
  |  Partilhar:

 

Médicos norte-americanos controlam melhor a Hipertensão dos seus doentes que os seus pares europeus, segundo um estudo divulgado esta semana na revista científica “Archives of Internal Medicine”.
 

 

O estudo, que cruzou dados de cinco países europeus com os norte-americanos, revela ainda que os médicos dos EUA prescrevem anti-hipertensores mais cedo e com maior dinamismo. “Os médicos têm tendência para prescrever um tratamento mais cedo e não hesitam em aumentar a dose ou a acrescentar outros medicamentos quando o doente não responde ao tratamento inicial”, aponta o artigo.
 

 

Ao invés, nos pacientes europeus apenas 14 a 26 % dos pacientes recebe um primeiro tratamento medicamentoso ou aumento de dosagem, no caso de este não estar a resultar. O estudo mostra que mais de 60% dos norte-americanos têm a sua tensão arterial controlada, abaixo dos 14/9; Na Europa, esta percentagem ronda os 40%, nunca excedendo a metade da população.
 

Os investigadores analisaram dados clínicos de mais de 21 mil pacientes com historial de Hipertensão.
 

 

Descobriram que a pressão arterial nos pacientes acompanhados era, em media, 134/79 nos EUA; 139/80 em França; 141/83 na Alemanha; 143/84 na Itália; 141/83 em Espanha; e 144/82 no Reino Unido. O estudo foi conduzido por investigadores da University of Pennsylvania, University of Chicago e Stanford University.
 

 

MNI- Médicos Na Internet
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.