Médicos exigem demissão de ministro

FNAM fala em «destruição» em curso do sector

21 abril 2004
  |  Partilhar:

 A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) exigiu ontem, no Porto, a demissão do ministro da Saúde e a responsabilização do primeiro-ministro pelo que considera ser a «destruição» em curso do sector. «Várias situações no terreno demonstram que as medidas tomadas não são adequadas», afirmou a presidente da FNAM, prevendo «reflexos negativos daqui a dez anos». «Era claramente necessária uma reforma, mas isto é destruir sem nada em troca», sustentou Merlinde Madureira em conferência de imprensa. Para a também presidente do Sindicato dos Médicos do Norte, o estado a que chegou a saúde em Portugal justifica, «no mínimo», a demissão de Luís Filipe Pereira. «Mas a responsabilidade já é do primeiro-ministro», considerou, defendendo ser «altura de começar a responsabilizar os políticos como se responsabilizam os [restantes] profissionais». Segundo Merlinde Madureira, a actual situação da saúde em Portugal resulta do facto de «estar a ser administrada por quem não sabe nada» do sector. Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.