Médicos do SIM e bombeiros cumprem segundo dia de greve

Sindicatos apresentaram valores de adesão entre 60 a 80 pc

15 novembro 2002
  |  Partilhar:

Alguns sectores da saúde e os bombeiros profissionais cumprem hoje o segundo dia de greve nacional, depois de ontem a paralisação da Função Pública ter colocado o país a "meio gás".
 

 

A greve convocada pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM) prossegue hoje para que, segundo António Bento, do Sindicato, "o Ministério da Saúde não julgue que estamos só contra a política geral do governo, da qual não tem culpa".
 

 

O SIM convocou uma greve também para hoje, à qual não se associaram as restantes estruturas sindicais, nomeadamente a Federação Nacional dos Médicos (FNAM), o Sindicato Nacional dos Profissionais de Farmácia e Paramédicos (Sifap) e o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), que aderiram à greve de ontem.
 

 

Sobre a adesão à greve de ontem no sector da saúde os números governamentais e sindicais foram contraditórios. O Governo deu conta de uma adesão na ordem dos 39%, exclusivamente nos serviços centrais do Ministério, enquanto os sindicatos apresentaram valores da ordem dos 60 a 80%.
 

 

Os bombeiros profissionais também cumprem até às 20:00 de hoje o segundo dia de greve, numa paralisação que conta com o apoio da Associação Nacional dos Bombeiros Profissionais (ANBP).
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.