Médicos do Hospital D. Estefânia em greve até 3 de Agosto

Profissionais exigem pagamento em regime de exclusividade

29 julho 2002
  |  Partilhar:

Os médicos do Hospital Dona Estefânia iniciaram esta terça-feira uma greve que termina às 00:00 horas do dia 3 de Agosto. Os profissionais querem o pagamento das horas extraordinárias pela tabela das 42 horas, em regime de exclusividade.
 

 

O ministro da Saúde não reconhece validade ao protesto dos médicos, pois entende que «não estão reunidas as condições legais para o pagamento dessas horas extraordinárias», disse Luís Filipe Pereira à Rádio Renascença. O ministro fez saber também que pretende discutir a questão com o Sindicato Independente dos Médicos (SIM), que está a organizar o protesto.
 

 

A greve não será extensível às Urgências, Cuidados Intensivos, Hemodiálise e Oncologia, diz o SIM em comunicado.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.