Médicos devem ouvir mais os doentes

22 segundos são suficientes

29 setembro 2002
  |  Partilhar:

Os médicos devem ouvir mais os doentes. Esta foi uma das recomendações de uma equipa de médicos suíços. Para os especialistas os pacientes devem estar à vontade para explicarem em pormenor os seus problemas sem que sejam interrompidos pelos médicos.
 

 

Segundo o médico Wolf Langewitz, da Universidade Hospital em Basle, a maioria dos doentes pode explicar qual o problema que tem em menos de dois minutos e alguns podem ser ainda mais rápidos.
 

 

No entanto, um segundo norte-americano refere que, geralmente, os especialistas começam a falar 22 segundos após a chegada do paciente.
 

 

«Os médicos não seriam inundados por queixas se ouvissem os doentes até eles indicarem a lista de reclamações completa», afirmou Langewitz na revista British Medical Journal.
 

 

Quando Langewitz e sua equipa usaram um cronómetro escondido para contabilizar o tempo que os pacientes gastavam a contar as suas queixas, a média de tempo foi de 92 segundos, mas os cientistas também observaram que os idosos tendem a falar mais.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.