Médicos da Urgência do Hospital de Aveiro suspenderam greve

Protesto deveria começar domingo

14 julho 2003
  |  Partilhar:

Os clínicos da Urgência do Hospital de Aveiro suspenderam a greve de três semanas às horas extras, que deveriam começar no domingo, dado que obtiveram «garantias escritas» de que as suas reivindicações serão cumpridas, disse fonte sindical.
 

 

Em causa está o não pagamento das horas extraordinárias efectuadas pelos 42 médicos daquela urgência hospitalar, ao arrepio do estipulado no decreto 92/2001.
 

«Pela primeira vez desde o início do conflito, a Administração Regional de Saúde do Centro produziu uma garantia escrita de que pagará as horas extras em atraso e que o fará ainda este mês», justificou o delegado do Sindicato Independente dos Médicos Albertino Marques.
 

 

No princípio deste mês, os médicos da urgência hospitalar de Aveiro tinham iniciado outra greve, que suspenderam seis dias depois, mediante garantias «verbais» de que as horas extras seriam pagas.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar