Médicos agredidos já têm seguro

Ordem dos Médicos do Norte faz acordo com seguradora espanhola

12 dezembro 2002
  |  Partilhar:

O aumento das agressões aos profissionais de saúde levou o Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos (OM) a celebrar um acordo com uma seguradora espanhola para cobrir eventuais situações de risco no exercício da profissão. Um inquérito levado a cabo pela mesma secção, e noticiado, pelo JN, em Agosto deste ano, concluiu que 86% dos médicos inquiridos já tinham sido agredidos pelos utentes, ou nas urgências hospitalares ou nas consultas dos centros de saúde.
 

 

"Face ao crescimento das agressões ao médicos e à ausência de regulamentação do risco profissional vamos tentar resolver aquilo que o Estado não conseguiu", afirmou Miguel Leão, presidente do Conselho Regional, em conferência de Imprensa. O seguro acordado com a "Agrupacion Mutual Aseguradora (AMA)" abrange os 9572 médicos do Conselho Regional Norte da OM, com quotas regularizadas, sem qualquer custo adicional.
 

 

A criação de um mecanismo de protecção aos médicos é, de acordo com Miguel Leão, de extrema importância, uma vez que esta questão já foi levantada em 1998, altura em que ficou adiada, por 60 dias, a regulamentação de um diploma nesse sentido. "É o primeiro passo para a regulamentação legislativa do risco profissional médico".
 

 

Apesar de preocupado com a agressividade a que os médicos são alvo nos serviços de saúde, muitas vezes potenciada pelas más condições logísticas, Miguel Leão, salientou que não se vive no sector "um clima de faroeste". Além de Espanha, Portugal é o único país da UE onde tal medida está a ser implementada.
 

 

Fonte: Jornal de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.