Médicos aceitam congelar os salários

Notícia desmentida pelo Sindicato Independente dos Médicos

16 junho 2010
  |  Partilhar:

Um artigo publicado esta semana pelo jornal “Diário de Notícias” citava fontes sindicais que asseguravam que os médicos aceitaram congelar as negociações das tabelas salariais com o Ministério da Saúde, devido à situação de crise financeira que o país atravessa. Contudo, um comunicado oficial do Sindicato Independente dos Médicos, citado pela agência Lusa, desmentiu o suposto acordo.

 

Em comunicado de imprensa, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) considerou como "nada mais longe da verdade" a existência de uma "aceitação" de grelhas salariais e de um hipotético congelamento de salários, depois de a Federação Nacional de Médicos (FNAM) ter tomado uma posição idêntica.

 

No comunicado, o SIM refere que não ter ficado invalidado o reconhecimento público por parte dos dirigentes sindicais de "face à grave crise que o país atravessa, haver dificuldade em se chegar a um acordo digno para as grelhas salariais associadas ao novo regime de trabalho de 40 horas semanais".

 

O sindicato refere a continuação do processo negocial de contratação colectiva, na qual se inclui a discussão dos procedimentos de concurso, da avaliação de desempenho e das grelhas salariais associadas a um regime de trabalho de 40 horas semanais e respectivas normas de transição dos actuais regimes de trabalho.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.