Médico de Évora suspeito de pedofilia em prisão preventiva

Clínico detido na sexta-feira

17 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

O médico de Évora Ruben Garcia, detido na sexta-feira pela PJ por «fortes indícios da prática reiterada de crimes de abuso sexual de criança», ficou em prisão preventiva após ser interrogado por um juiz de instrução criminal.
 

 

Fonte ligada ao processo adiantou à Lusa que o médico do Hospital de Évora já se encontra no Estabelecimento Prisional anexo à PJ, na Gomes Freire, em Lisboa. No mesmo estabelecimento estão também em prisão preventiva o apresentador de televisão Carlos Cruz, o clínico geral João Ferreira Diniz e o ex-funcionário da Casa Pia Carlos Silvino da Silva «Bibi», também suspeitos de abuso sexual de menores.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar