Médico de Aveiro no banco dos réus

Especialista julgado por prática de aborto

04 dezembro 2003
  |  Partilhar:

Está marcada para o próximo dia 16 de Dezembro a segunda sessão do julgamento do médico de Aveiro, de nome A. C., acusado de «crime na forma continuada de aborto agravado, a troco quantitativo de dinheiro». No banco dos réus encontram-se ainda uma irmã e uma empregada de A.C., acusadas de cumplicidade, bem como as sete mulheres que interromperam voluntariamente a gravidez e os respectivos companheiros ou familiares próximos. O caso remonta a 1997, altura em que, segundo o Ministério Público, o clínico praticava com alguma regularidade o crime de aborto, cobrando cerca de 275 euros (55 contos), a mulheres que o solicitavam para a prática de interrupção voluntária e ilegal de gravidez. As clientes, oriundas de vários locais do país, tinham conhecimento do clínico através de outros profissionais de saúde e apenas precisavam de marcar previamente a consulta para serem atendidas. Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.