Médicas dão mais atenção aos doentes

Além de especialistas, «elas» são confidentes

20 novembro 2003
  |  Partilhar:

As médicas que dão consultas de clínica geral dedicam mais tempo aos pacientes e são mais propensas a fazer perguntas sobre aspectos emocionais, família e trabalho que os profissionais do sexo masculino. No entanto, o efeito que esse tipo diálogo exerce sobre a saúde dos pacientes ainda não está claro, concluíram os investigadores.O estudo constatou que as médicas passam, em média, dois minutos a mais -- ou 10 por cento mais tempo -- com os pacientes que os médicos (23 contra 21 minutos). Além disso, as consultas com as profissionais de saúde caracterizaram-se por conversas mais voltadas para temas psicológicos, diálogos sobre aspectos sociais, mais incentivo e estímulo positivo.As médicas também foram mais propensas a dar sinais não-verbais positivos -- como sorrir e acenar com a cabeça, segundo um estudo norte-americano publicado no Journal of the American Medical Association.Estudos anteriores já tinham associado a capacidade de diálogo dos médicos à satisfação dos pacientes, à maior adesão aos medicamentos e à terapia e a uma melhora da saúde física e mental. Na realidade, obstetras e ginecologistas homens foram mais propensos a ter  conversas emocionais que as médicas, possivelmente uma consequência do número crescente de concorrentes do sexo feminino, verificou o estudo. Alguns levantamentos já mostraram existir uma forte preferência por médicas no sector de ginecologia e obstetrícia nos EUA.As conversas com ênfase emocional são reflexo do aumento da empatia e mostram preocupação com o paciente. O aumento desse tipo de diálogo pode mostrar um esforço especial para estabelecer harmonia e vínculos emocionais com os doentes, aponta ainda o estudo. Outros trabalhos já mostraram que, em geral, as mulheres revelam mais informações sobre elas mesmas, estimulam as outras pessoas a fazer o mesmo e têm um estilo de comunicação mais carinhoso que os homens. Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalista MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.