Medicamentos: suspeitas de reações adversas aumentam

Notificações de reações adversas estão disponíveis num novo portal

25 julho 2012
  |  Partilhar:

As suspeitas de reações adversas com medicamentos comunicadas às autoridades aumentaram 21% no ano passado em comparação com 2010, segundo dados oficiais divulgados pelo Infarmed.
 

A notícia avançada pela agência Lusa refere que, segunda esta autoridade do medicamento foram registadas, em 2011, 2.559 notificações de suspeitas de reações adversas em mais de 230 milhões de medicamentos.
 

Este ano, até ao mês de julho, as autoridades registaram já 1.400 notificações de suspeitas de reações adversas com fármacos.
 

“Este incremento não significa um aumento de casos de reações adversas, mas antes um acréscimo do número de notificações recebidas, dada a maior sensibilidade para identificar e comunicar problemas relacionados com os medicamentos”, justifica o Infarmed.
 

Aliás, a sub-notificação de eventuais reações adversas é considerado um dos problemas no sistema europeu de vigilância de medicamentos.
 

Em Portugal a notificação de reações adversas a medicamentos passou, desde a passada terça-feira, a estar também disponível para utentes, através de um novo portal na Internet – o portal RAM.
 

Esta funcionalidade, a que se pode aceder através do site do Infarmed, visa ainda facilitar a forma de notificação de suspeitas realizada pelos próprios profissionais de saúde.
 

“O novo portal contribuirá significativamente para o desenvolvimento da base de dados europeia de notificações de suspeitas de reações adversas”, refere o comunicado ao qual a agência Lusa teve acesso.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.