Medicamentos mais baratos a partir de hoje

Cerca de 78 fármacos baixam de preço

13 março 2003
  |  Partilhar:

Os medicamentos têm a partir de hoje uma nova forma de comparticipação, o que levou 78 fármacos a baixar de preço, vários mais de 40 por cento. Com esta nova comparticipação os utentes podem passar a pagar menos se comprarem genéricos – fármacos 35 por cento mais baratos – ou produtos de marca com preços iguais a esses genéricos. Caso contrário, pagarão mais do bolso do que actualmente.
 

O novo sistema de comparticipação exige, no entanto, uma série de contas, quase impossíveis de realizar sem um sistema informático próprio. Sistema que não existe em 150 das 2500 farmácias do País, o que pode causar alguns erros na factura a pagar pelos utentes.
 

 

Para tentar evitar estes erros, o Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento (Infarmed) enviou uma circular a estas 150 farmácias e uma tabela de reconversão para os novos preços. É que não é fácil encontrar nova comparticipação.
 

 

O Estado, em vez de comparticipar os medicamentos pelo seu preço, passa a comparticipar um valor fixo (preço de referência) para todos os produtos com a mesma substância activa (composição dos fármacos). Este valor fixo é definido com base no preço do genérico mais caro de cada um dos grupos de substâncias activas.
 

 

Fonte: Correio da Manhã
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.