Medicamento que está na origem do Nobel da Medicina é produzido em Portugal

Anualmente saem da fábrica duas toneladas de Ivermectina

10 dezembro 2015
  |  Partilhar:
O medicamento antiparasitário que deu este ano o prémio Nobel da Medicina aos investigadores William Campbell, norte-americano, e Satoshi Omura, japonês é produzido em Portugal.
 
De acordo com a notícia avançada pelo Jornal de Notícias, o presidente da Hovione Farmaciencia, Peter Villax, diz estar muito orgulhoso com o facto de fabricarem o produto que deu aos seus inventores o Nobel. Anualmente saem da sua fábrica entre uma a duas toneladas de Ivermectina, que dão origem a 300 a 600 milhões de comprimidos.
 
A empresa fabrica o principio ativo para uma multinacional farmacêutica, que posteriormente transforma em compridos e os distribui gratuitamente para o mundo, sobretudo para a África subsaariana. É especialmente em África, que existem milhões de pessoas que sofrem da chamada "cegueira dos rios" ou "filaríase linfática", ou também "elefantíase".
 
O oftalmologista José Gil Forte que esteve ao longo de vários anos na Guiné-Bissau a trabalhar com doentes infetados e a administrar Ivermectina refere que metade da população está em risco de contrair "cegueira dos rios", uma doença que é transmitida pela picada de um pequena mosca e que se não for tratada provoca, entre outros males, a cegueira.
 
De acordo com José Gil Forte, o Ivermectina é um fármaco muito importante que salva da cegueira cerca de 30 milhões de pessoas em cada ano e não tem efeitos secundários.
 
Uma vez que o medicamento é de distribuição gratuita, estando na lista dos medicamentos essenciais da Organização Mundial de Saúde, a doença só não foi ainda erradicada por dificuldades de o fazer chegar às populações afetadas.
 
Peter Villax refere que o Ivermectina é tomado de forma preventiva, mas também cura as pessoas afetadas pela cegueira, embora não recupere as que já estão cegas.
 
A Hovione Farmaciencia especializou-se na investigação na área da saúde e detém atualmente mais de 400 patentes e para além de Portugal tem fábricas, na Irlanda, nos Estados Unidos e na China. Foi criada em 1959 por Ivan Villax, de nacionalidade húngara.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.