Medicamento para esquizofrenia tem efeitos adversos em diabéticos

Depois do Japão, Reino Unido divulga 40 denúncias contra o fármaco

06 maio 2002
  |  Partilhar:

As autoridades britânicas lançaram esta segunda-feira um alerta contra um dos fármacos mais prescritos para o tratamento da esquizofrenia, o Zyprexa. O uso prolongado deste medicamento pode trazer complicações a doentes diabéticos.
 

 

O Zyprexa tem como princípio activo olanzapina e é fabricado pelo laboratório Eli Lilly.
 

Segundo o site da CNN, o departamento de Controlo de Medicamentos britânico informou ter recebido 40 denúncias de casos de hiperglicemia (elevado teor de açúcar no sangue), diabetes mellitos e agravamento do quadro de diabetes, supostamente desencadeados pelo uso do Zyprexa.
 

 

Entre os 40 casos registados, quatro pessoas acabaram por falecer, depois de terem entrado em coma. No entanto, o departamento britânico admite ainda não ter identificado «o mecanismo preciso da reacção adversa» atribuída ao medicamento. Por isso, prosseguem as investigações sobre o assunto
 

 

Segundo um comunicado de imprensa, divulgado pelo departamento britânico, «o uso inicial de olanzapina pode provocar o aumento de peso, levando ao desenvolvimento de hiperglicemia ou exacerbação de diabetes pré-existente».
 

 

Em Março, o governo japonês enviou um relatório ao representante do laboratório Eli Lilly no país manifestando preocupação com os efeitos secundários produzidos pelo Zyprexa. Segundo as autoridades japonesas, dois diabéticos morreram e outros sete entraram em coma após terem usado o medicamento durante pelo menos dez meses. O laboratório responsável pelo medicamento anda não comentou as denúncias.
 

 

Fonte: CNN
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.