Medicamento eficaz e seguro no tratamento da psoríase

Estudo publicado no British Journal of Dermatology

16 julho 2006
  |  Partilhar:

 

 

O Estudo CLEAR, publicado no British Journal of Dermatology, comprova a eficácia e segurança do efalizumab no tratamento da psoríase moderada a grave. Testes efectuados com o medicamento numa amostra de 793 pacientes com a doença demonstram efectivas melhorias.
 

 

Os dados permitem concluir que 31,4% dos pacientes tratados com efalizumab, uma vez por semana, durante 12 semanas, apresentam, pelo menos, 75% de melhorias na zona afectada, contra 4,2% dos pacientes tratados com placebo. A melhoria com a utilização deste medicamento tornou-se evidente a partir da segunda semana de tratamento.
 

 

O estudo – que reuniu quatro hospitais portugueses, Curry Cabral e Desterro em Lisboa, Hospital Universitário de Coimbra e São João, no Porto - confirma, também, o nível de segurança do fármaco, não evidenciando nenhuma infecção, problema cardíaco ou registo de casos de tumores malignos.
 

 

Outra descoberta importante é o facto do medicamento ser eficaz e bem tolerado em pacientes que já receberam pelo menos dois tratamentos sistemáticos prévios sem resultado, quer por falta de eficácia quer por intolerância ou contra-indicação.
 

 

O efalizumab é um anticorpo humanizado, criado para bloquear a activação, reactivação e migração na pele de células que dão lugar ao desenvolvimento de sintomas da psoríase. O efalizumab é comercializado pelo laboratório Serono e foi criado para ser administrado uma vez por semana, por injecção subcutânea, podendo ser usado pelos pacientes em casa.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.