Medicamento de marijuana pode estar à venda no Reino Unido em 2003

Alívio de sintomas da esclerose múltipla

06 novembro 2002
  |  Partilhar:

Dentro de um ano pode estar à venda no Reino Unido um medicamento à base de marijuana, para tratar problemas associados à esclerose múltipla. O Canadá e os União Europeia podem seguir-se-lhe rapidamente, anunciou ontem a empresa britânica GW Pharmaceuticals, ao divulgar os primeiros resultados dos vários ensaios clínicos que tem a decorrer utilizando marijuana, que é mais conhecida como droga recreacional.
 

 

Já não é novo o interesse pelas propriedades terapêuticas da marijuana - ou "Cannabis", como também é conhecida esta planta. Em muitos países, doentes de sida, de cancro e que sofrem de doenças auto-imunes, como a esclerose múltipla, dizem que fumar cigarros desta droga os ajuda a combater os enjoos provocados pela medicação, por exemplo, ou as dores.
 

Tanto assim é que existe já no mercado, há anos, um medicamento que tem como princípio activo um dos principais componentes químicos da marijuana, o tetraidrocanabinol.
 

Este medicamento, no entanto, nunca teve grande aceitação.
 

 

Não é tão eficaz como inalar o fumo da marijuana, defendem os doentes. Mas os médicos arrepiam-se perante a possibilidade de aprovar um tratamento não doseado, sem controlo, como um cigarro de marijuana - e cujos efeitos não são bem compreendidos, pelo que também não é possível avaliar se é seguro para o utilizador. Além de que a marijuana continua incluída na lista das substâncias ilícitas.
 

 

Leia tudo no:Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.