Medicamento contra colesterol sob suspeita

Crestor pode deteriorar os músculos

26 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

Um estudo publicado numa revista especializada revelou que um medicamento contra o colesterol, que é vendido em Portugal, pode deteriorar os músculos e causar problemas renais, mas o laboratório responsável pela comercialização garante que é seguro.
 

 

O Crestor - nome comercial de um medicamento com a rosuvastina como substância activa - é uma estatina, uma matéria indicada para os doentes com elevados níveis de colesterol.
 

 

Comercializada em Portugal há um ano pelo laboratório Astrazeneca, é igualmente vendido com o nome comercial de Visacor. Segundo disse à agência Lusa o director clínico da Astrazeneca, Filipe Ribeiro, mais de 230 mil prescrições de Crestor foram já passadas em Portugal.
 

 

O estudo publicado na revista Circulation alerta para os riscos de deterioração muscular e problemas renais associados à toma de Crestor. Os seus autores indicam que o Crestor representa duas a seis vezes mais possibilidades de complicações após um ano de toma.
 

 

Confrontado com estas conclusões, Filipe Ribeiro garantiu que este medicamento está constantemente sujeito a testes de segurança pelas autoridades europeias do sector e, em Portugal, pelo Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.