Medicamento anti-hemorrágico Trasylol retirado do mercado

Nota do INFARMED

09 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

O INFARMED está a retirar do mercado português o anti-hemorrágico Trasylol, de uso exclusivamente hospitalar, após um estudo ter revelado que este medicamento aumenta o perigo de morte em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca.
 

 

O porta-voz da Autoridade do Medicamento (INFARMED), citado pela Lusa, afirmou que "os mecanismos para a recolha do medicamento em Portugal foram desencadeados" na passada segunda-feira.
 

 

A Bayer suspendeu temporariamente a comercialização de Trasylol a nível mundial na sequência da interrupção parcial, por motivos de segurança, de um estudo canadiano, o qual detectou que o medicamento aumenta o risco de morte em pacientes submetidos a cirurgia, designadamente através de danos renais e de acidente vascular cerebral (AVC).
 

 

A empresa vai manter suspensa a comercialização até obter uma análise mais pormenorizada dos dados do estudo, segundo o INFARMED.
 

 

O medicamento Trasylol era comercializado em Portugal e estava indicado na redução de perdas sanguíneas e de transfusões de sangue em doentes submetidos a "bypass". O Trasylol foi aprovado pela autoridade norte-americana do medicamento (FDA) em 1993. Em 2005, as vendas ascenderam a 333 milhões de dólares e caíram um terço no ano passado devido ao aumento das preocupações com a sua segurança.
 

 

Fontes: INFARMED e Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.