Maus diagnósticos e poucos tratamentos ensombram Dia Mundial da Osteoporose
19 outubro 2000
  |  Partilhar:

O pouco conhecimento de médicos e doentes em relação à osteoporose e a consequente má utilização dos meios de diagnóstico e terapêutica são os principais problemas que afectam o tratamento desta doença, cujo Dia Mundial se assinala hoje.
 

 

Embora esta patologia, que se caracteriza por uma progressiva perda de massa óssea, que fragiliza o osso, afecte uma em cada três mulheres europeias com mais de 65 anos, apenas duas em cada cinco pacientes recebe tratamento adequado.
 

 

Entre os principais factores de risco da doença contam-se uma menopausa precoce, a administração prolongada de corticosteróides orais e a existência de casos de fracturas osteoporóticas na família.
 

 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.

</