Maturidade dos óvulos ajuda na fertilização artificial

Estudo publicado na revista New England Journal of Medicine

06 junho 2006
  |  Partilhar:

 

Quanto mais maturos são os óvulos, maior é a probabilidade de sucesso na fertilização artificial, segundo um estudo realizado por médicos belgas e publicado na revista New England Journal of Medicine.
 

 

De acordo com a investigação, e dado que o óvulo se implanta no útero, as possibilidades de ocorrer fecundação são 48% superiores se o óvulo tiver cinco dias, em vez de três.
 

 

O estudo também determinou que 32% das 175 mulheres que receberam óvulos fertilizados mais maturos deram à luz, em comparação com 22% das 176 que receberam óvulos mais "recentes". Os resultados do estudo foram revelados num momento em que os médicos intensificaram as investigações para conseguir a fertilização medicamente assistida com a implantação de um só embrião.
 

 

Embora o uso de vários embriões melhore as possibilidades de sucesso, também aumenta o risco de nascimentos múltiplos e os bebés correm um risco maior de ter problemas durante a gravidez.
 

 

Numa nota publicada na revista, Laura Schieve, epidemiologia dos Centers for Disease Control and Prevention (CDC), considerou os resultados do estudo "encorajadores". No entanto, alertou para o facto de, como o estudo se realizou com mulheres menores de 36 anos, o resultado apenas se aplica a menos da metade das que recebem tratamento contra a infertilidade nos EUA.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.