Mastectomia bilateral aumenta nos EUA

Estudo publicado na revista “Cancer”

05 outubro 2009
  |  Partilhar:

Um estudo publicado na revista “Cancer” revela um aumento do número de mulheres norte-americanas que realizaram a cirurgia de remoção dos dois seios (mastectomia bilateral) após terem sido diagnosticadas com cancro numa das mamas.

 

Segundo o estudo realizado no Roswell Park Cancer Institute de Nova Iorque, entre 1995 e 2005 duplicou o número de mulheres submetidas a mastectomia bilateral após terem recebido o diagnóstico de cancro em apenas uma das mamas.

 

Se em 1995 foram 300 as mulheres que realizaram a cirurgia de remoção de ambas as mamas, em 2005 foram 680. O número de mulheres que não apresentava cancro da mama mas que se submeteu a mastectomia profilática (preventiva) também aumentou no período analisado, passando de 106 para 128.

 

Apesar de o número total de mastectomias profiláticas se ter mantido reduzido, "a utilização dessa cirurgia está a aumentar", destacou o líder da investigação, Stephen Edg. O especialista recomenda, por isso, a todas as mulheres que sejam diagnosticadas com cancro da mama para que se informem cuidadosamente sobre as vantagens e os riscos antes de permitirem que lhes seja retirado um seio saudável.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar