Maridos são o maior factor de risco para a saúde das japonesas

Dependência física do cônjuge provoca desequilíbrio

08 novembro 2002
  |  Partilhar:

O maior factor de risco para a saúde das mulheres japonesas em idade avançada é o seu próprio marido, sugere um estudo nipónico divulgado recentemente durante uma reunião da Sociedade de Higiene Pública daquele país.
 

 

A investigação foi realizada entre 3.136 pessoas sãs, das quais 1.810 eram mulheres, com idades compreendidas entre os 60 e os 84 anos de idade e residentes na província de Ehime, situada a 600 quilómetros a sudoeste de Tóquio.
 

 

O estudo, realizado pela Universidade de Ehime, registou durante quatro anos e meio as condições físicas de cada membro do grupo, analisando características sobre a saúde, vida e gostos das 211 pessoas que morreram nesse período de tempo.
 

 

Os resultados mostraram que o único factor de risco para as mulheres era "ter marido", já que "nos casamentos de idosos japoneses as relações não estão compensadas: o marido depende da mulher sem que essa dependência possa ser mútua", explicou o professor associado Koichiro Fujimoto, segundo a imprensa local.
 

 

Pelo contrário, no caso dos homens, foram detectados vários factores de risco, como diabetes, tabaco, o facto de ter estado hospitalizado alguma vez no último ano de vida e até o de "não ser casado".
 

 

O risco de morte nas mulheres casadas foi cerca de 55 por cento maior que naquelas que não têm marido, enquanto que no caso dos homens são os que não têm mulher os que correm maior risco de morrer (1,79 vezes superior).
 

 

A idade avançada e a quebra das capacidade físicas e mentais necessárias para levar a cabo as obrigações domésticas do quotidiano também constituem factores mortais para ambos os sexos, segundo os investigadores japoneses.
 

 

No entanto, o Ministério da Saúde e Trabalho nipónico assinalou que a esperança média de vida das mulheres japonesas é uma das mais altas em todo o mundo, situando-se nos 84,93 anos, enquanto que a dos homens é de 78,07 anos.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar