Mantida a comparticipação nos medicamentos de marca

Indicações de uma portaria que saiu sexta-feira passada

23 junho 2009
  |  Partilhar:

Ao contrário do esperado, o Estado vai manter a comparticipação nos medicamentos de marca e manter os preços de referência, de acordo com uma portaria que saiu na sexta-feira passada no Diário da República.

 

Em Outubro de 2008, o Governo decidiu baixar em 30% os preço dos genéricos. A descida destes preços implicaria uma diminuição da comparticipação do Estado nos medicamentos de marca e, em consequência, as pessoas passariam a pagá-los mais caros.

 

Assim, apesar de se ter descido os preços dos genéricos, estabeleceu-se, nessa mesma altura, um regime de excepção em que, durante um período transitório, a comparticipação nos medicamentos de marca se manteria inalterada.

 

Esperava-se, agora, que a nova portaria viesse alterar pôr termo a esse regime transitório de cálculo da comparticipação do Estado nos medicamentos de marca.

 

No entanto, a portaria publicada da sexta-feira veio anunciar o prolongamento desse regime de excepção, especificando que a redução não se aplica aos preços de referência (revistos trimestralmente).

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.