Manter desde cedo um estilo de vida saudável é essencial para o coração

Estudo publicado no “Circulation”

08 março 2012
  |  Partilhar:

Manter um estilo de vida saudável desde o início da idade adulta até aos 40 anos está fortemente associada com um menor risco de doença cardiovascular na meia-idade, sugere um estudo publicado no “Circulation”.

 

O problema é que maioria dos adultos não consegue manter um estilo de vida saudável à medida que envelhece. “Muitos adultos de meia-idade adotam dietas pouco saudáveis, aumentam de peso e não são fisicamente ativos. Estes estilos de vida conduzem a um aumento da pressão arterial e níveis de colesterol, aumentando assim o risco cardiovascular”, revelou em comunicado de imprensa, o principal autor do estudo, Liu Kiang.

 

Para este estudo os investigadores da Northwestern University, nos EUA, contaram com a participação de 3.000 indivíduos e analisaram a sua pressão arterial, níveis de colesterol e açúcar no sangue, índice de massa corporal, consumo de álcool e tabaco, tipo de dieta adotada e prática de exercício físico.

 

O estudo revelou que maioria dos participantes que manteve cinco fatores de estilo de vida saudável desde do início da idade adulta, nomeadamente um índice de massa corporal baixo, um consumo reduzido de álcool, não fumar, a adoção de uma dieta saudável e a prática de atividade física regular, conseguiram manter um baixo risco cardiovascular na meia-idade.

 

No primeiro ano do estudo, quando a idade média dos participantes rondava os 24 anos, quase 44 % tinham um perfil de baixo risco de doença cardiovascular. Vinte anos depois, apenas 24,5 % foram classificados como tendo um perfil de risco de doença cardiovascular baixo.

 

Os investigadores também constataram que 60% dos participantes que mantiverem os cinco fatores de estilo de vida saudável atingiram a meia-idade com um risco cardiovascular baixo, em comparação com os 5% que não seguiram um estilo de vida saudável.

 

“O estudo indicou que mesmo as pessoas com história familiar de problemas cardíacos conseguiam ter um baixo risco de doença cardiovascular se adotassem um estilo de vida saudável no início da idade adulta. O que confirma que a adoção de um estilo de vida saudável desempenha um papel mais importante que a genética”, conclui Kiang Liu.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.